O CAF

O CAF

O Centro de Arte Flamenca de Campinas (CAF) é um centro cultural de ensino e divulgação da Arte Flamenca em Campinas e região que tem cursos regulares de dança e arte flamenca e também produz e promove eventos culturais de divulgação da Arte Flamenca em Campinas e região. O CAF foi fundado no início de 1997, com o objetivo de divulgar a Arte Flamenca, tão apreciada pelo público brasileiro, porém tão pouco divulgada.

CAF_O CAF_aula1

A ideia de um centro de ensino especializado em flamenco foi sendo cultivada pela bailaora e coreógrafa Lu Garcia, durante os vários anos em que trabalhou com o ensino de dança flamenca em escolas de dança multi-disciplinares na cidade de Campinas/SP. Durante este tempo se tornou claro para ela que o flamenco, com suas características próprias, necessitava de um método de ensino específico que permitisse aos alunos um convívio pleno com a arte flamenca, incluindo aulas com música ao vivo, aulas específicas de ritmos flamencos, noções de cultura flamenca entre outras. A inclusão de outras aulas especificas de elementos flamencos, tais como guitarra flamenca, cajón e castanholas também contribuiriam para a difusão do flamenco e a criação de uma atmosfera flamenca. Com o passar dos anos o CAF evolui de centro de ensino a centro de cultura, incluindo atividades de produção e promoção de eventos culturais de arte flamenca.

.O centro de Arte Flamenca  foi inaugurado em fevereiro de 1997, com a aula inaugural ministrada pela bailaora e coreógrafa Déborah Nefussi, diretora do RAIES, dança e teatro de São Paulo e o ano de 1997 já foi mCAF_O CAF_bate-papoarcado por vários eventos importantes como o primeiro curso internacional, ministrado pela maestra La China, da Amor de Dios (Madri), o primeiro prêmio conquistado no oitavo Festidança (primeiro lugar na categoria Amador, em São José dos Campos/SP) e  CA a apresentação do primeiro espetáculo do CAF  em dezembro de 1997.

Espetaculo_CicloDesde então o Centro de Arte Flamenca tem conquistado espaço junto ao público e a comunidade de Campinas e região, tendo participado e contribuído para a realização de vários eventos importantes entre os quais as 6 Semanas
Espanholas de Campinas (1997 a 2002), as 2 edições do Galleria em Compasso (98,99) e a apresentação dos espetáculos “Desde Cai a Sevilla” (98), “Ruta Flamenca” (98,99), “Como Nada, Como Nunca, Como Siempre” (99), “Imagenes Flamencas” (2000), “Te Lo Dice Camarón” (2001), “Del Amanecer” (2002) e “La Leyenda del Tiempo” (2003), Tauromagia (2004) e O Amor de Dulcinéia (2005), “Faces” (2006), “Diez” (2007), “Construcción” (2008) e “Gitanos” (2009), “Por La Calle” (2010),  ”Neruda por Flamenco” (2011),   ”Orígenes” (2012), “Por la Luna” (2013),   “Ciclo” (2014), nos teatros municipais José de Castro Mendes e Centro de Convivência Cultural, Teatro do SESC e Teatro Brasil Kirin, além de espetáculos e workshops com artistas flamencos do Brasil e do exterior.

Peña CAFAlém dos espetáculos, workshops e cursos com artistas brasileiros e internacionais o Centro de Arte Flamenca também vem trabalhando na promoção de eventos específicos de cultura flamenca, como as “Peñas Flamencas” e “Tablaos”, como forma de divulgação desta arte na sua forma mais autêntica e abrindo espaços para que os artistas flamencos encontrem seu público.

Como recompensa ao trabalho realizado desde então, o reconhecimento à contribuição cultural do Centro de Arte Flamenca de Campinas para a comunidade campineira foi materializada com o recebimento em 1998, do prêmio Carlos Gomes, outorgado pela Secretaria de Cultura da Prefeitura de Campinas a artistas e empreendedores culturais que se destacaram no cenário cultural da cidade.